Pacientes de câncer que são casados têm vida mais longa, diz pesquisa

downloadUm dos momentos mais bonitos de uma cerimônia de casamento é quando os noivos fazem os votos matrimoniais. Votos de fidelidade e respeito na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, todos os dias da vida.  Um estudo acaba de mostrar que a força desse juramento de amor vai muito além das palavras.

A promessa é antiga, mas será que ela resiste às dificuldades da vida de casado?

O que a rotina do casamento mostra a ciência acaba de comprovar. Segundo uma pesquisa feita nos Estados Unidos, pacientes de câncer que são casados têm vida mais longa que pacientes de câncer solteiros.

O doutor Ayal Aizer, da Universidade Harvard, responsável pela investigação, conta que a ideia era verificar se pacientes casados são diagnosticados mais cedo, recebem o tratamento adequado e por isso vivem mais. O resultado apareceu para diversos tipos da doença: pulmonar, colorretal, de mama, de pâncreas, de próstata, hepático, linfoma não-Hodgkin, cabeça e pescoço, de ovário, e de esôfago. Foram analisados 735 mil casos de câncer nos EUA identificados entre 2004 e 2008.

Os dados mostraram que os solteiros têm uma tendência 17% maior de que seu câncer chegue a metástase (quando se espalha para além do órgão de origem), além de terem chance 53% menor de receber tratamento adequado.

Para o médico, uma das explicações pode ser o conforto proporcionado pelo apoio do parceiro.

Portanto, estar casado faz bem a saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *