Excesso de exposição na internet

Excesso de exposição na internet-sheila rigler coach

A vida virtual é diferente da real. Nas redes sociais não importa quem é a pessoa ou o que ela faz, mas o que representa para o mundo com suas postagens. Quem se expõe em excesso não leva em conta o quanto isso pode lhe prejudicar tanto na vida profissional, como na vida afetiva e também na sua segurança e da sua família.

Mas porque um número imenso de pessoas tem o hábito de postar todas as suas ações nas redes sociais?

Segundo especialistas, durante a navegação na internet, o usuário fica num estado de imersão, como se estivesse em um sonho. Com isto acaba expressando desejos que na vida pessoal pensaria muitas vezes antes de demonstrar.

O psiquiatra Eduardo Guedes, diretor do Instituto Delete, órgão vinculado à Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), esclarece que falar de si próprio gera um prazer equivalente ao de se alimentar, ganhar dinheiro, dormir ou se relacionar sexualmente. “Em uma conversa formal, as pessoas falam de si cerca de 30% do tempo, enquanto nas redes sociais este índice sobe para 90%, com possibilidade de um feedback imediato. Isso gera inconscientemente uma sensação de prazer instantâneo, mas não sustentável”, declara.,

Pesquisa realizada pela Robert Half, empresa de recrutamento especializado, revelou que segundo 44% dos recrutadores brasileiros aspectos negativos nas redes sociais seriam suficientes para desclassificar um candidato no processo de seleção. Portanto é bom saber que na hora de procurar um bom emprego ou uma promoção, o seu perfil online vai ser avaliado.

Os Relacionamentos afetivos também são afetados pelo abuso de publicações na internet. Há estudos que mostram que o ciúme é o principal motivo dos desentendimentos, seguido de atualização de status, compartilhamento de fotos, buscas do perfil do ex-companheiro, exposição da vida íntima e ostentação dos bens.

Dicas

  • Parte afetiva: É importante que o casal chegue a um consenso quanto ao uso das redes sociais. Quando for publicar fotos, o outro sempre deve ser consultado. Não deve se fazer postagens que envergonhem o companheiro, declarações sobre momentos íntimos e discussões que tiveram.
  • Quanto à segurança: você não conta a sua vida pessoal para um estranho, não fala de suas viagens, dos locais que você costuma frequentar, das compras que você faz. Portanto não deve colocar nas redes sociais estas informações que são maravilhosas para pessoas mal intencionadas.
  • Profissional: não fale mal de pessoas ou empresas. Falar mal do ex-chefe, colega de trabalho ou das empresas nas quais atuou, é pecado mortal.

Também quando a sua segurança e de sua família, saiba que hoje existem quadrilhas especializadas em criar dossiês por meios das páginas dos usuários nas redes sociais, para depois entrarem em ação. Eles conseguem saber os lugares que as pessoas costumam frequentar, seus planos para o final de semana, dados sobre a família, colocando a segurança em risco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *