O amor na terceira idade

O vídeo de um senhor idoso segurando chocolates e um buquê de rosas no desembarque do Aeroporto Internacional de Los Angeles, nos Estados Unidos tornou-se viral na internet.

Assista:

O idoso se chama Bernie Mills e tem 80 anos. Ele estava à espera de sua amada esposa, Carol, de 75 anos, que estava longe havia 2 semanas. No momento em que os dois se reencontram, Bernie surpreende a esposa com os presentes. Bernie e Carol eram viúvos, se conheceram em 2010, e nunca tinham ficado distantes um do outro.

Ao assistir o vídeo, uma pergunta vem à mente: Existe idade para amar?

Antigamente homens e mulheres se sentiam fadados a solidão após a morte ou separação do seu cônjuge. Hoje, após a perda ou separação eles buscam um relacionamento amoroso, alguém para curtir a vida, conversar, passear, viajar e para fazer sexo.

A sociedade ainda marginaliza as pessoas da terceira idade como incapazes de exercerem sua sexualidade. Ledo engano. O desejo sexual se mantém presente em todas as fases da vida.

Muitos idosos, quando ficam viúvos ou se separam e querem namorar ou viver com alguém, encontram restrições dos filhos, netos e preconceitos da sociedade.

Mesmo tendo um grupo de amigos, o que torna a vida do idoso mais saudável, ter um relacionamento amoroso contribui não só para o bem estar físico, mas também para o mental e social; e ainda melhora a sua auto estima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *