Homens roncam mais?

RONCO

Li esta matéria no UOL e gostaria de compartilhar com vocês.

Cada vez mais casais têm dormido em camas separadas por causa do ronco, segundo uma pesquisa feita recentemente nos EUA. Mas quem será que isso tem solução? Roncar é doença? Dormir de barriga para baixo pode ajudar?

Especialistas apontam várias causas para o problema, mas dizem que, sim, ele tem solução.

“O ronco é um sinal de alerta para a apneia do sono [quando há uma pausa na respiração], uma doença que pode causar doenças cardiovasculares”, explica o pneumologista Pedro Genta, do Centro de Medicina do Sono do Hospital do Coração.

Mas, embora seja uma das causas, nem todo mundo que ronca sofre deste problema.

O ronco, que é o ruído causado pela dificuldade que o ar tem para passar pelas vias respiratórias, pode ser causado também pela flacidez dos músculos da garganta e boca, por desvio de septo nasal, excesso de peso, uso de calmantes e bebidas antes de dormir, rinite e amídalas grandes.

Isto quer dizer que uma pessoa muito cansada tende a roncar. “Quando você ronca é porque relaxou muito esses músculos. Se você privar o sono em uma noite, a chance de roncar na seguinte é maior por conta do cansaço”, explica otorrinolaringologista Ítalo de Medeiros, do Hospital das Clínicas da FMUSP (Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo).

Além de alertar para problemas de saúde, o ronco ameaça mesmo os relacionamentos. “Pode atrapalhar as relações conjugais e pode diminuir o impulso sexual. Muitas vezes quem leva o homem a consulta é a mulher”, explica Medeiros.

Mas o ronco não é problema exclusivo deles. Segundo a Associação Brasileira do Sono, 24% dos homens e 18% das mulheres de meia-idade roncam. Acima dos 60 anos, o índice para 60% e 40%, respectivamente. Crianças também podem apresentar o problema, sendo a hipertrofia da adenoide e das amígdalas a causa mais frequente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *