Facebook, Facebook meu…existe alguém mais feliz que eu?

facebook meuParece que a felicidade virou competição. Quanto mais a pessoa posta nas redes sociais, frequentando lugares glamorosos, lojas de grifes, restaurantes da moda, festas badaladas, inaugurações, realizando viagens maravilhosas, parecem ser mais felizes.

Hoje o apelo para o consumo e o lazer fazem parte da nossa vida. Muitos acreditam quem não vive esta vida de glamour e age de uma maneira diferente não é feliz.

Tem pessoas que se sentem mais felizes em casa, de pijama, assistindo um filme ao lado do par ideal, do que na balada, e a impressão que se dá é que ela não é feliz.

É lógico que ela não vai postar na rede, pois se ela contar que trocou a balada por ficar em casa, vendo um filme e comendo pipoca, pois vão achá-la infeliz, porque isto não tem nenhum glamour.

A maioria de nós tem ideias tolas de quem somos e muitas regras rígidas de como a vida deve ser vivida.

Mas é importante que cada um de nós respeite o modo como cada pessoa norteia sua vida, seja numa badalada festa ou enrolado em um cobertor em frente a TV. O que realmente importa é fazermos aquilo que gostamos, aquilo que nos dá prazer.

Bom final de semana!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *