Só ou bem acompanhado.

bem acompanhado

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Pesquisa recente, realizada por cientistas da Universidade Duke, nos Estados Unidos, comprovou que homens e mulheres vivem mais. Eles constataram que os solteiros correm mais riscos de morte prematura e são menos propensos a chegar aos 65 anos do que as pessoas casadas.  Também quem nunca se casou, tem duas vezes mais chances de morrer precocemente em relação a quem tem um companheiro.

Os divorciados tem 60% menos chances de chegar a terceira idade do que os casados. Ao lermos esta pesquisa podemos dizer que quem é casado vai viver mais, mas não é bem assim.  Só vale para casais felizes.

Outro estudo, financiado pelo Instituto Nacional de Saúde dos Estados Unidos, revelou que manter um casamento a qualquer preço pode anular os benefícios de ter um companheiro. E pior: faz mal ao coração – literalmente. Relacionamentos infelizes aumentam muito as chances de um dos cônjuges vir a sofrer um ataque cardíaco ou derrame, mostrou a pesquisa.

Hui Liu e sua equipe multidisciplinar acompanharam 1,2 mil americanos casados, com idades entre 50 e 80 anos, por cinco anos. Os participantes foram analisados por médicos e psicólogos regularmente a fim de se encontrar a relação entre vida conjugal e saúde.

As três principais conclusões de Hui Liu: os efeitos negativos de um casamento ruim para a saúde do coração são maiores do que os benefícios de um bom casamento para o sistema cardiovascular; quanto mais avançada a idade de uma pessoa, maiores são os efeitos negativos de um casamento infeliz na saúde; as mulheres são as que mais sofrem as conseqüências de uma relação ruim. Provavelmente, porque têm mais tendência à depressão.

Este estudo foi publicado no jornal Health and Social Behavior em novembro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *