A fala nos relacionamentos

51ddd15c-f36c-44c6-a79d-f7a906235aa3Uma das características que distinguem os seres humanos dos animais é a fala. Entre os seres humanos, um dos sinais que nos distinguem é como utilizamos a dádiva da fala. Será que conversamos de forma elevada ou de maneira estúpida e grosseira?

Muitas pessoas não estão conscientes da forma como falam. O uso de palavras de baixo calão rebaixo a pessoa que as utiliza. Precisamos nos conscientizar de como usamos a fala ao conversar com alguém ou sobre  alguém. Relatos depreciativos ou difamatórios podem acabar com um noivado, desmanchar casamentos, destruir sociedades, arruinar uma vida. A fala adequada podem trazer harmonia e construir relacionamentos. Palavras podem magoar, palavras podem curar.

 

Algumas sugestões praticas para uma fala positiva.

 

– Não divulgue informações difamatórias ou prejudiciais que possam causar danos físicos, financeiros ou psicológicos a alguém, mesmo que sejam verdadeiras e que o sujeito o mereço.

– Promova o bem estar entre as pessoas. Quando em duvida, não se manifeste.

– O humor é algo importante, mas assegure-se de que as piadas não ocorram as custas de outra pessoa.

– Seja bom consigo mesmo. Falar mal de si mesmo não é algo ético.

– Não dê ouvidos a fofocas. Se não puder mudar o rumo da conversa, é aconselhável afastar-se dos fofoqueiros.

– Se de maneira não intencional você ouviu informações difamatórias, deve acreditar que não são verdadeiras.

– Dê sempre o beneficio da duvida aos demais e concentre-se no lado positivo de todo acontecimento.

– Depois que as palavras foram proferidas, não podem mais ser apagadas. Pense antes de falar, especialmente se estiver nervoso, magoado ou desconfiado.

– Sempre que possível, use palavras agradáveis e de incentivo com seus filhos e esposo(a). palavras ríspidas podem causar danos irreparáveis, da mesma forma que podem falar mal sobre seus familiares ou amigos próximos com outras pessoas.

 

Para finalizar quero deixar um pensamento do escritor Leo Aikman ” você pode saber mais sobre uma pessoa a partir do que ela diz dos outros, do que a partir do que os outros dizem dela.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *